Acessibilidade onde você nunca notou!

Certo, falamos da Acessibilidade Atitudinal , agora lhe apresento: onde você nunca notou que tem acessibilidade. Presente em todos os lugares para que as pessoas tenham facilidade na aproximação de qualquer local, tratamento em todas situações ou aquisição de objetos.

Fonte: Pixbay, 2021.

Já viu alguma PISCINA acessível?

É muito bom curtir uma piscina, mas já parou para reparar quantas piscinas acessíveis existem dentro dos clubes, condomínios e casas?

No Brasil e no mundo a prática de acessibilidade nestes locais ficam restritos a unidades de tratamento e locais direcionados a pessoas com capacidade limitada de locomoção.

E aí? Como um cadeirante vai passar um momento de lazer em um clube? Qual o nível de satisfação da pessoa se ela tiver que ser carregada para entrar em uma simples piscina? Psicologicamente ele estará confortável?

Fonte: Pixbay, 2021.

Rampas para passarelas. Você já reclamou de alguma?

É bem comum a atitude de reclamar da distância percorrida em rampas de acessibilidade. As pessoas deixam de usar certos dispositivos como passarelas ou similares por causa do trajeto a ser adotado.

Se você fosse um cadeirante e a rampa não tivesse a inclinação adequada, conseguiria subir e utilizar o dispositivo ou precisaria de alguém para te auxiliar? Se não houver ninguém por perto?

Fica o alerta para todos que reclamam das rampas. Pense no próximo que tem determinada dificuldade e se sente atendido quando existem estas soluções que atendem a todos!

Acessibilidade não é só a existência de rampas. Devemos entender também as escadas como dispositivos que promovem a causa porque viabilizam a acessibilidade para aqueles que não possuem dificuldades motoras.

Fonte: O autor, 2021.

Vender frutas descascadas e/ou partidas atende o conceito de ACESSIBILIDADE!

Vários autores relatam o fator de influência psicológica sobre os consumidores ao verem a fruta descascada. Isto estimula a compra e facilita a ingestão devido a facilidade para concretizar tais fatos.

Agora pense em uma pessoa que não possui condições físicas (sem controle motor, sem algum membro, visão reduzida ou outros), como estas frutas podem facilitar o consumo e reduzir o estresse para executar tarefas simples.

O impacto que estas simples ações por parte dos lojistas acabam influenciando na vida destas pessoas como um todo.

Fonte: Pixbay, 2021.

Ir ao estádio de futebol e sentir a emoção dos jogos é possível quando o clube entende a importância da acessibilidade!

Hoje em dia é comum ver nos estádios lugares reservados para pessoas com limitações, sejam elas quaisquer.

Pessoas com dificuldades motoras podem ficar em espaços maiores, deficientes visuais recebem atenção e narrações individualizadas (no caso de pessoas surdas que possuem capacidade visual reduzida existe a narrativa gestual que é acompanhada pelo toque) e diversos outros.

Imagina a energia de poder ir ao estádio e acompanhar seu time do peito de perto! Isto não acontecia a alguns anos atrás no Brasil e esta ainda não é a realidade de muitas pessoas em diversos locais.

Fonte: Pixbay, 2021.

Acessibilidade é um direito!

Existem diversas leis que garantem o direito da acessibilidade a todas as pessoas. É um equívoco pensar que acessibilidade é um tema que diz respeito somente a pessoas que possuem dificuldade de locomoção.

Olhando de forma macro para a população temos idosos, crianças, pessoas com baixa mobilidade, pessoas com capacidade visual limitada e outros diversos que precisam ser assistidos em todos os locais.

Abaixo estão listadas algumas leis que fazem referência ao tema:

  • Lei 12.587/2012: instituiu as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana;
  • Lei N.º 10.098/2000: assegura o direito de igualdade, das liberdades fundamentais e de inclusão social através da criação de normas gerais e critérios básicos para  a promoção da acessibilidade das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida;
  • O Decreto 9.296/2018, através da regulamentação do art. 45 da Lei 13.146/2015 – Estatuto da Pessoa com Deficiência, torna obrigatório o cumprimento da NBR 9050/2015, norma ABNT que regulamenta a acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.

Quanto mais acessível, melhor!

A acessibilidade não é uma opção, é um direito!

Quanto mais acessível, mais os locais, empresas, objetos e afins terão visibilidade.

A sociedade precisa entender que TODOS são iguais e merecem os mesmos direitos.

Você conhece algum outro local curioso que tem acessibilidade e isto passa despercebido?

Colunista

Eng. Civil graduado pela Universidade de Itaúna, pós-graduado Eng. de Estruturas pela PUC-MG. Atua na gestão de projetos de Infraestrutura Rodoviária – Concessionária da Rodovia MG-050 – AB Nascentes das Gerais (370 km de rodovias). Capacitado como Auditor Interno SGQ ISO 9001 e Brigadista. Além da carreira CLT cria conteúdos voltados para Rodovias: @la_rib. Casado, católico, mineiro, vicentino. Fomenta o desenvolvimento pessoal de seus seguidores através do projeto Cada Dia Melhor e se tornou comunicador apresentando um programa de TV – @seligatv.

Este informação foi útil para você?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest